Sociedade Portuguesa de Microbiologia

Portuguese Society of Microbiology

Luís Archer

Formulário de inscriçãoBolsas e Prémios  | Sócios Honorários | Estatística

Luís Jorge Peixoto Archer :: Nota Biográfica

Aos Sócios da Sociedade Portuguesa de Microbiologia

A Direcção da Sociedade Portuguesa de Microbiologia (SPM) cumpre o doloroso dever de informar os sócios do falecimento do seu Sócio Honorário Professor Doutor Luís Jorge Peixoto Archer do dia 8 de Outubro de 2011.O Professor Doutor Luís Jorge Peixoto Archer ocupou uma posição ímpar no nosso País como Professor, Cientista, Pensador e Sacerdote. Pela sua vida e obra, pelo seu brilhantismo intelectual, pela sua dedicação profissional e integridade pessoal, projectou-se há muito como personalidade pública.

Personalidade singular, com uma carreira multifacetada, o seu impressionante currículo retrata o percurso de uma vida inteiramente dedicada à cultura, à ciência e ao serviço dos outros. Introduzindo em Portugal os caminhos da Genética Molecular, com a sua presença entusiástica de investigador e docente, mobilizou gerações sucessivas para o fascínio desta nova área da biologia. Criou e chefiou o Laboratório de Genética Molecular no Instituto Gulbenkian da Ciência, onde foi investigador durante 20 anos (1971-1991), ao mesmo tempo que leccionou em Portugal e no estrangeiro. Foi professor visitante do MIT (EUA, 1973) e ensinou Genética Molecular em muitas Faculdades portuguesas, nomeadamente na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, onde foi professor extraordinário convidado (1975-1978), e na Faculdade de Ciências e Tecnologia da UNL (1979-1996), de que era professor catedrático jubilado.

Mais tarde, foi também um dos pioneiros do ensino e da investigação em Bioética, tendo sido o primeiro presidente do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida, lugar que ocupou durante cinco anos.

O seu prestígio estendeu-se muito além das nossas fronteiras, quer como cientista, quer como especialista em Bioética, tendo representado Portugal em numerosas comissões de biossegurança e bioética, tanto na Comissão Europeia como no Conselho da Europa e na OCDE.

No seu impressionante currículo, contam-se centenas de trabalhos publicados, não apenas no âmbito da Genética Molecular, mas também da História e Filosofia das Ciências e, muito em particular, da Bioética. Escreveu sete livros e coordenou pelo menos outros três. Praticamente durante 25 anos foi Director da Revista Brotéria. A excelência do seu contributo científico foi reconhecida pelo seu estatuto de membro efectivo da Academia de Ciências de Lisboa, da European Academy of Sciences and Arts e da New York Academy of Sciences, entre outras. Era ainda sócio de honra de oito sociedades científicas (três estrangeiras e cinco nacionais). Foram-lhe atribuídos diversos prémios e foi alvo de numerosas homenagens promovidas por instituições tanto do mundo científico como académico. Em 1991 foi agraciado pelo Presidente da República com a Grã-Cruz da Ordem de Sant’Iago da Espada. Em 18 de Junho de 2009 foi-lhe atribuído o grau de Doutor Honoris Causa pela Universidade Nova de Lisboa.

Graça Fialho, Graça Vieira, Helena Paveia, José Alexandre Rueff,  Herminia de Lencastre

Clique aqui para acesso directo a todos os conteúdos de:

Adicione aqui o seu email para receber as notícias da SPM.

Com o apoio de:

%d bloggers like this: