Actividades SPM, Reuniões Científicas

Prémios atribuídos durante o Microbiologia2022

Terminou hoje o Microbiologia 2022, o primeiro congresso de microbiologia em língua Portuguesa, que contou com a participação de 75 jovens microbiólogos, a desenvolver o seu trabalho em Portugal, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Espanha e Finlândia. Esta foi a primeira edição da nova série de congressos promovidas pela Sociedade Portuguesa de Microbiologia, com o objetivo de incentivar os jovens microbiólogos à comunicação com os seus pares, restante comunidade académica e a sociedade em geral sobre a área em que são especializados. Um congresso mais direcionado para os jovens, que decorreu em formato virtual, contou também com a presença de 6 especialistas de renome internacional, que muito enriqueceram o evento. Com o objetivo de premiar o mérito dos nossos jovens microbiólogos, foram atribuídos 21 prémios e menções honrosas. Uma seleção dos trabalhos apresentados nos últimos 3 dias irá ficar disponível para consulta no canal do youtube da SPM.

Prémio Jovem Investigador SPM
Este prémio, no valor de 200€, foi atribuído à melhor apresentação em cada uma das tardes do Microbiologia. A apreciação da qualidade do trabalho foi avaliada pela comissão científica.

  • Microbiologia na saúde: Susana P. Costa (Laboratório Ibérico de Nanotecnologia), Plataforma microfluídica combinada com proteínas de bacteriófagos para deteção múltipla de bactérias no sangue
  • Microbiologia ambiental: Francisnei Pedrosa-Silva (Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, Brasil) Análise comparativa do potencial biotecnológico, virulência e resistência antimicrobiana do gênero Alcaligenes
  • Microbiologia alimentar (in ex aequo): Mafalda Magalhães (Universidade do Porto, Portugal) Da quinta ao prato: diversidade e persistência de Klebsiella pneumoniae em sistemas de produção intensiva de frango & Susana Serrano (Universidade de Lisboa, Portugal) Diversidade microbiana em queijos tradicionais Portugueses com Denominação de Origem Protegida]

Prémios Microbiologia 2022
Foram também atribuídos 9 prémios, 3 por dia, no valor de 100€ cada um, atribuídos às melhores apresentações em cada uma das 3 categorias (ciência em vídeo curto, apresentações breves ou apresentações consolidadas), decididas através de voto dos participantes no congresso. Nas situações onde este prémio era coincidente com o prémio Jovem Investigador SPM, o prémio foi atribuído ao segundo melhor classificado pelo público.

  • Melhor vídeo curto de ciência
    • Microbiologia na saúde: Carolina F. F. A. Costa (Universidade do Porto, Portugal), Staphylococcus aureus: cavidade oral tão relevante como a nasal quanto a prevalência e a resistências antimicrobianas
    • Microbiologia ambiental: Lucas D. R. Santos (Universidade de São Paulo, Brasil), Presença dos genes optrA, poxtA e cfr(D) em isolados de Enterococcus faecium resistentes à linezolida obtidos de fontes aquáticas no Brasil
    • Microbiologia alimentar: Luís Costa (Universidade do Minho, Portugal) Microbiota do bago de uva em resposta a fatores de stresse abiótico
  • Melhor apresentação breve
    • Microbiologia na saúde: Lúcia G. V. Sousa (Universidade do Minho, Portugal), Caracterização do crescimento de um biofilme de espécies associadas à vaginose bacteriana em meio simulando secreções vaginais
    • Microbiologia ambiental: Vanessa Silva (Universidade de Trás os Montes e Alto Douro, Portugal) Resistência aos antibióticos e linhagens clonais de Staphylococcus aureus isolados de animais selvagens e ambiente em Portugal
    • Microbiologia alimentar: João Duarte (Universidade de Aveiro, Portugal) Aplicação de bacteriófagos durante o processo de descontaminação de bivalves: estudos preliminares
  • Melhor apresentação consolidada
    • Microbiologia na saúde: Telma S. Martins (Universidade do Porto, Portugal), Fosfoproteoma da membrana vacuolar revela alterações na homeostasia do ferro e no tráfego de vesículas no modelo de levedura NPC1
    • Microbiologia ambiental: Gabriela C. Gonçalves (Universidade do Porto, Portugal), Potencial dos esporos de Bacillus subtilis como veículos de vacinação oral contra vibriose em aquacultura
    • Microbiologia alimentar: Joana Domingues (Universidade de Beira Interior, Portugal) Identificação da micobiota isolada de medronho (Arbutus unedo L.)

Menções honrosas Microbiologia 2022
A comissão organizadora também distinguiu outros 9 trabalhos (3 por sessão), que se destacaram pela sua capacidade de comunicar ciência.

  • Microbiologia na saúde
    • Joana Barbosa (Universidade Católica Portuguesa), Propriedades de agregação e de biofilme de uma nova estirpe candidata a probiótico Faecalibacterium duncaniae DSM 17677
    • Luciana Meneses (Universidade do Minho, Portugal), Adaptação evolutiva de bacteriófagos em biofilmes de Pseudomonas aeruginosa para o combate de infeções pulmonares em Fibrose Quística
    • Catarina Geraldes (Universidade de Lisboa, Portugal), Avaliação de um biocida utilizado numa unidade de isolamento e contenção biológica de um hospital escolar veterinário
  • Microbiologia ambiental
    • Sandra Hilário (Universidade de Aveiro, Portugal), Sequenciação e análise do genoma de dois fungos patogénicos para a cultura do mirtilo
    • Juliana O. Fernandes (Universidade do Porto, Portugal), Óleos Essenciais modulam mecanismos de defesa em Actinidia deliciosa contra Pseudomonas syringae pv. actinidiae via regulação fitohormonal
    • Joana F. Couceiro (Universidade de Lisboa, Portugal), Aquimarina aquimarinae sp. nov. e Aquimarina spinosulus sp. nov., novas espécies bacterianas com potencial biossintético de produtos naturais
  • Microbiologia alimentar
    • Bárbara G. Guedes (Universidade do Porto, Portugal) Avaliação da qualidade microbiológica de ostras do pacifico (Magallana gigas) prontas para consumo
    • Letícia F. S. Rodrigues (Universidade de Brasília, Brasil) Perfil de resistência antimicrobiana de bactérias Escherichia coli e Staphylococcus aureus isoladas de queijos de coalho artesanais
    • Rebeca D. dos Santos (Universidade de Brasília, Brasil) Determinação das atividades antibacteriana e antioxidante de extratos de própolis de abelhas sem ferrão nativas do Brasil