Actividades SPM, Concurso Comunicação de ciência em microbiologia, Dia Internacional do Microrganismo

Divulgação de ciência: O potencial oculto da “matéria negra” microbiana

Nota prévia: começamos hoje a divulgar os trabalhos premiados durante a 3ª edição do concurso “Comunicação de ciência em microbiologia”.

Os ambientes extremos constituem importantes reservatórios de microrganismos especiais que fazem parte da chamada “matéria negra” microbiana, o conjunto de microrganismos inexplorados e não cultiváveis em laboratório que habitam o nosso planeta e que possuem um grande potencial biotecnológico que pode ser desvendado através da metagenómica.

(clicar na imagem para aumentar)

Sabias que apenas uma pequeníssima parte dos microrganismos existentes no planeta Terra são cultiváveis em laboratório? Os restantes constituem a chamada matéria negra microbiana, e estão por todo o lado. Muitos destes microrganismos habitam ambientes extremos no que diz respeito a condições de temperatura, pH, salinidade, oxigénio, pressão, presença de contaminantes e disponibilidade de água. Para sobreviverem em tais condições extremas, estes microrganismos desenvolveram mecanismos de adaptação, tais como a produção de biomoléculas com características distintas que têm um elevado potencial biotecnológico. De facto, estas moléculas podem ser aplicadas em vários setores industriais como na indústria têxtil, petrolífera, química, farmacêutica, alimentar, entre outras. Mas… se não conseguimos cultivar estes microrganismos em laboratório, como podemos aceder a estas super-moléculas Aqui entra a metagenómica, uma tecnologia que permite o estudo de todo o material genético (ADN ou ARN) recolhido diretamente dos ambientes extremos. Através dela conseguimos, por um lado, identificar a biodiversidade microbiana presente nestes locais, contribuindo assim para desvendar uma pequeníssima parte da “matéria negra” microbiana; e por outro lado, descobrir novas super-moléculas com bioatividades interessantes e promissoras.

Vencedor (categoria geral) da 3º Edição do Concurso “Comunicação de ciência em microbiologia.

Autores: Cátia Santos-Pereira, Sara C. Silvério e Lígia R. Rodrigues, Centro de Engenharia Biológica da Universidade do Minho