Actividades SPM, Concurso Comunicação de ciência em microbiologia, Dia Internacional do Microrganismo

Divulgação de ciência:”O bacteriófago, um vírus bom pouco conhecido”

Nota prévia: a uma semana do dia internacional do microorganismo, a SPM divulga hoje outra das menções honrosas do último concurso “Comunicação de ciência em microbiologia”.

A imagem compara o comportamento criterioso de um bacteriófago com o efeito indiscriminado dos antibióticos no controlo de bactérias. Esta participação tem como principal objetivo transmitir aos jovens que há “vírus bons” chamados de bacteriófagos, que podem ser usados de forma eficaz e segura para tratar pessoas com infeções bacterianas.

Legenda: As bactérias são organismos de tamanho microscópico e fazem parte do nosso corpo humano. Há bactérias prejudiciais que causam infeções e que nos tornam doentes. Porém, há também bactérias benéficas que nos ajudam a digerir os alimentos e a absorver os nutrientes de que precisamos. Os antibióticos têm vindo a ser usados para o tratamento das bactérias prejudiciais. Eles entram nas bactérias e inibem o seu crescimento. No entanto, devido à sua ação abrangente, causam também a morte de muitas bactérias benéficas, prejudicando o nosso bem-estar. Queremos dar a conhecer uma nova forma, menos conhecida, de matar as bactérias causadoras de doença. Os bacteriófagos são vírus que infetam de forma criteriosa determinadas bactérias. Isto significa que, na saúde humana, podem ser usados para atacar apenas bactérias prejudiciais, sendo, portanto, seguros para as pessoas. Estes bacteriófagos reconhecem a superfície de determinadas bactérias, ligam-se, inserem o seu ADN dentro delas, replicam-se e no final rompem as bactérias. Tendo uma ação muito mais específica de que os antibióticos, os bacteriófagos podem ser usados como uma alternativa mais eficaz e segura para o tratamento de infeções bacterianas. Queremos, assim, dar a conhecer “vírus bons” que podemos usar para nosso benefício.

Menção honrosa (categoria Júnior) da 2º Edição do Concurso “Comunicação de ciência em microbiologia.

Autor: Hugo Oliveira, Centro de Engenharia Biológica, Universidade do Minho