Sociedade Portuguesa de Microbiologia

Portuguese Society of Microbiology

Editorial #1

Seja bem-vinda/o ao primeiro número do Microbiologia, o Magazine da Sociedade Portuguesa de Microbiologia (SPM). Em conjunto com o renovado site da SPM e o arranque das atividades dos 11 Grupos de Trabalho (Publicações, Ensino e Formação em Microbiologia, Biotecnologia Microbiana, Controle da Qualidade Microbiológica, Fisiologia Microbiana, Infeção e Imunidade, Leveduras e Fungos Filamentosos, Microbiologia Celular e Molecular, Microbiologia e Ambiente, Microbiologia e Saúde Pública, Ómicas e Microbiologia Integrativa e de Sistemas)o MICROBIOLOGIA faz parte da estratégia da Direção da SPM para o desenvolvimento de uma SPM mais ativa, mais interveniente e estimuladora de uma forte ligação entre a Sociedade e os seus membros, e entre os seus membros, fora do curto período de duração do Congresso Nacional bianual.

Com a publicação Microbiologia , pretende-se divulgar a investigação em Microbiologia, principalmente a realizada em Portugal ou por portugueses além-fronteiras, de uma forma apelativa, simples e cientificamente rigorosa. O Microbiologia será também um novo veículo de contacto da SPM com os sócios, e entre os sócios, e valorizará as áreas científicas emergentes, a interdisciplinaridade e a inovação nas áreas de Ciências da Vida e da Saúde e das Biotecnologias em que o papel principal é desempenhado pelos microrganismos.

Este primeiro número apresenta o formato geral que se encontra planeado para os próximos números. Inclui um artigo de revisão escrito em inglês, para um vasto público, sobre um tópico de elevada importância em saúde pública, a resistência a meticilina emStaphylococcus aureus. Nele são descritos, de modo cientificamente rigoroso embora acessível, resultados de investigação em microbiologia clínica e molecular sobre a origem e evolução de um gene de resistência e emergência de dispersão de clones resistentes, realizada pela equipa da Prof. Hermínia de Lencastre, a primeira homenageada pela SPM com o prémio científico Professor Nicolau van Uden. O artigo é baseado na conferência Nicolau van Uden proferida durante o MicroBiotec’11. Com a publicação deste artigo, pretendemos também dar destaque a este prémio científico que a direção da SPM decidiu criar e entregar, de 2 em 2 anos durante o Congresso Nacional, a um/a microbiólogo/a de reputação nacional e internacional que se tenha destacado pelos seus contributos científicos, pela criação no País de um escola de investigadores científicos e cujo trabalho notável tenha tido um forte impacto no desenvolvimento da Microbiologia em Portugal. Este prémio carreira é também um tributo que a SPM pretende prestar ao Professor Nicolau van Uden que profundamente influenciou a comunidade académica e científica nas áreas das Ciências da Vida e da Biotecnologia e que, direta ou indiretamente, tem sido o mentor inspirador de várias gerações de biólogos de leveduras em muitas Universidades e Institutos de investigação Portugueses.

O Microbiologia incluirá também entrevistas a indivíduos com carreiras profissionais relacionadas com a Microbiologia ou que se encontrem em posição para influenciar o desenvolvimento da área. Neste primeiro número, Célia Manaia e Raquel Sá-Leão, entrevistam o Doutor Amândio Madeira-Lopes. Tal como eu, muitos irão deliciar-se com as suas histórias e alguns irão reconhecer, no discurso do entrevistado, o Mestre da morte térmica e da biologia de leveduras e o irreverente companheiro de várias gerações de alunos graduados que passaram pelo IGC e pelo seu Laboratório de Microbiologia de há cerca de 30 anos. No panorama científico nacional da época, este era um dos poucos Laboratórios de investigação onde se podia usufruir de um ambiente científico de nível internacional.

Este número do Microbiologia noticia ainda atividades de sucesso relacionadas com a microbiologia. Entre elas, as descritas num 2º artigo de divulgação (também em inglês) sobre um trabalho que envolve vários grupos e instituições ligadas à UNL, e que ganhou o Prémio de Mérito Científico Santander Totta/Universidade Nova de Lisboa, sobre o uso da Nanotecnologia no desenvolvimento de métodos moleculares para o diagnóstico da tuberculose. Uma outra contribuição divulgada neste número, esta da U. de Coimbra, envolve um projeto apoiado pela Fundação Mizutani, Japão, dedicado à biossíntese de polissacáridos raros de micobactérias com vista à descoberta de novos fármacos no combate à tuberculose. Um outro artigo de divulgação, este em Português, dedica atenção às potencialidades dos vírus de bactérias, os (bacterió)fagos no controlo de infeções por bactérias.

Este número incluiu ainda notícias sobre a notável atividade recente da Micoteca da UMinho dirigida pelo Prof. Nelson Lima. A SPM orgulha-se do dinamismo e forte internacionalização destas atividades que tem vindo a apoiar. A Micoteca da UMinho celebrou os 15 anos da sua existência durante o MicroBiotec´11 numa sessão dedicada ao projeto europeu Consórcio de Centros de Recursos Microbiológicos (EMbaRC), durante a qual foram homenageados dois Professores da UMinho que fizeram parte da sua história. Organizou ainda, em Abril de 2012, em Londres e em conjunto com a Agência de Proteção da Saúde do Reino Unido, o Workshop Microbial Diagnostic Applications of Mass Spectrometry e, em Junho, organizou o 31º congresso europeu de coleções de culturas (ECCOXXXI) que contou com o apoio da SPM. As “XIX Jornadas de Leveduras Prof Nicolau van Uden”, realizadas em (15-16 de Junho 2012) na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa são também noticiadas neste MICROBIOLOGIA. Este encontro nacional contou com o apoio da SPM, em particular através da entrega do Prémio Isabel Spencer-Martins.

A concretização do Microbiologia fica a dever-se à atividade do seu corpo editorial, constituído por professores e investigadores do sistema universitário e de investigação nacional. À Diretora Executiva, Célia Manaia, e aos editores associados, Cecília Arraiano, Ilda Sanches, Nuno Cerca, Raquel Sá-Leão, Sérgio Filipe e Alan Phillips, uma palavra de reconhecimento da parte da Direção da SPM, extensiva à sua Comissão Científica constituída pelos coordenadores dos vários Grupos de Trabalho aos quais se associam a Presidente e os Vice-Presidentes da SPM. Chegaremos até aos nossos leitores, três vezes por ano, em Abril, Agosto e Dezembro, sempre on-line e em Português ou Inglês. Espera-se que, com o contributo de todos os membros da SPM e da Comissão Científica do MICROBIOLOGIA, seja possível assegurar uma publicação regular com qualidade, diversidade, e muito apelativa. Para informações adicionais e instruções aos autores visite www.spmicrobiologia.pt.

Esperamos que aprecie este número inaugural do Microbiologia e que possamos vir a contar com o seu contributo e apoio às várias atividades da SPM.

Isabel Sá-Correia
Presidente da SPM
Diretora do Microbiologia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 01/08/2012 by in Magazine SPM and tagged .

Navegação

Clique aqui para acesso directo a todos os conteúdos de:

Adicione aqui o seu email para receber as notícias da SPM.

Com o apoio de:

%d bloggers like this: